Como descartar objetos compostos por mercúrio (lâmpadas, pilhas, eletroeletrônicos, ...)

O que é mercúrio e quais efeitos pode causar em seres humanos?

O mercúrio é um metal pesado tóxico e perigoso, que causa danos sérios à saúde e problemas graves ao meio ambiente. A toxicidade do mercúrio varia de acordo com a forma química, a concentração, a via de exposição e a vulnerabilidade do indivíduo exposto.

Nos seres humanos a exposição a níveis elevados de mercúrio pode afetar o cérebro, o coração, os rins e pulmões e o sistema imune dos seres humanos. Tremores musculares, coceira persistente, sensação de queimação na pele, mudanças de personalidade são alguns dos sintomas do envenenamento crônico, ou seja, absorção frequente de pequenas quantidades do elemento ou seus derivados. Já o envenenamento agudo, pela ingestão de compostos de mercúrio, é ainda pior: se não tratado, leva à morte em cerca de uma semana.

Em 2013 o Brasil e outros 127 países assinaram Convenção de Minamata que é um tratado global para protegera saúde humana e o meio ambiente dos efeitos do mercúrio. De acordo com o tratado, até 2020, o mercúrio deverá ser eliminado de baterias, pilhas, lâmpadas, cosméticos, pesticidas e outros materiais. As normas para reduzir as emissões atmosféricas do metal incluem práticas ambientais e as melhores técnicas disponíveis para novos empreendimentos (ONU,2015).

Que tipos de produtos contêm mercúrio?

Lâmpadas fluorescentes
Lâmpadas fluorescentes contêm uma pequena quantidade de mercúrio selado dentro do tubo de vidro. Por isso, a fim de evitar a quebra destas lâmpadas e liberação do tóxico vapor de mercúrio, quando queimadas elas devem ser acondicionadas em embalagem de papelão, armazenadas em local de nenhuma ou pouca circulação e depois enviadas para descarte correto.




Pilhas e baterias

As pilhas e baterias, além de mercúrio, são constituídas por vários metais pesados altamente tóxicos e não biodegradáveis, como chumbo e cádmio. Quando estão nos aparelhos e em funcionamento não são perigosas. Porém, se forem amassadas ou estouradas podem vazar líquidos tóxicos e podem causar danos ao meio ambiente e à saúde humana.

O acondicionamento de pilhas e baterias deve ser realizado em recipientes não condutores de eletricidade para evitar curto circuitos e resistentes devido ao peso do material a ser depositado.




Resíduos eletroeletrônicos

Equipamentos eletrônicos como impressoras, celulares, computadores e televisores também necessitam de um descarte especial, pois podem conter cerca de 60 elementos químicos, entre eles os metais pesados e elementos tóxicos que podem trazer riscos à saúde humana e ao meio ambiente.


O que fazer quando lâmpadas ou termômetros que contêm mercúrio são quebrados?

Quando uma lâmpada ou termômetro contendo mercúrio é quebrado, devemos:

1. abrir janelas e portas com acesso ao ambiente para aumentar a ventilação por 15 minutos no mínimo;
2. isolar a área;
3. utilizar máscara cirúrgica descartável para evitar inalar o mercúrio e luva de borracha para que não haja o risco de contato;
4. em caso de mercúrio estar no estado líquido, recolher o metal com uma seringa sem agulha e colocá-lo em um recipiente plástico contendo água para reduzir a possibilidade da evaporação e vedar o recipiente com o mercúrio com fita adesiva;
5. as lâmpadas quebradas e seus cacos devem ser embalados dentro de sacos plásticos que deverão ser selados e inseridos em uma caixa de papelão;
6. descontaminar a área afetada pela quebra do objeto com mistura de água sanitária e água;
7. destinar os resíduos corretamente.
Se houver contato com a pele ou for inalado procure atendimento médico.

Como deve ser o descarte correto?

Devido ao mercúrio as lâmpadas, pilhas e baterias não podem ser descartadas no lixo doméstico.

A Lei Federal 12.305/2010 implantou o conceito de logística reversa para os resíduos considerados perigosos ou tóxicos, como as lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias e, por isso, em alguns locais há a possibilidade do consumidor devolvê-los diretamente ao comércio onde foram adquiridos para que retornem aos fabricantes.

Quando não há essa possibilidade, pode-se contar com a RQ Ambiental que é uma empresa especializada na destinação correta de lâmpadas, termômetros, pilhas, baterias, eletroeletrônicos minimizando os riscos ao meio ambiente e adotando procedimentos técnicos de coleta, recebimento, reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final de acordo com a legislação ambiental vigente.